Você está aqui
Home > Noticias > Guarapari > Folha da Cidade (Guarapari) > Suspensão da PEC 445 não é o suficiente para tranquilizar pescadores

Suspensão da PEC 445 não é o suficiente para tranquilizar pescadores

Por Larissa Castro
Após diversas manifestações por parte de pescadores do litoral brasileiro, em que reivindicavam a suspensão da portaria que proíbe a pesca e a venda de 475 espécies de peixe, o Ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, anunciou em reunião, na quarta-feira (26), com os parlamentares capixaba, que a proibição será suspensa até ser feito um novo estudo.
O Ministro quer que seja criada uma comissão com representantes dos pescadores, técnicos do Ministério do Ibama e membros da Câmara Federal para uma classificação específica por região. Assim, a comercialização estará liberada até a conclusão do novo estudo regional.

Pescadores em reunião na Câmara de Vereadores de Guarapari.
A bancada do Espírito Santo, que representa o Estado em Brasília, entregou um documento onde são destacados todos os benefícios para a economia através da pesca e a manutenção do equilíbrio ambiental, resguardando os períodos de defeso das espécies, tendo sido assinado por todos os parlamentares presentes e entregue ao Ministro Sarney Filho.
A portaria não será revogada, mas serão feitas alterações em que não sejam prejudicados aqueles que dependem da pesca e o meio ambiente, ampliando o prazo para estudos feitos em regiões, atendendo aos pedidos solicitados, já que a generalização da PEC 445 envolve algumas espécies que no Estado não correm o risco de extinção, como o Badejo, peixe tradicional na Moqueca Capixaba.

Fonte: Folha da CIdade (Guarapari)

Deixe uma resposta

Top